Síndrome do Ego na Dança, e Como Se Manter Protegido

De um modo geral: quanto melhor um dançarino fica, maior seu ego se torna. Muitas vezes, a velocidade da expansão do ego supera seu crescimento real de dança. À medida que o ego cresce, é também um potencial efeito colateral que a velocidade do crescimento da dança diminua e que a pessoa se torne uma presença de dança tóxica.

Quem está em risco?

 

Todos os dançarinos estão em risco de desenvolver a Síndrome do Ego na Dança, mas você pode estar em um risco elevado se você cair em uma das seguintes categorias:

  • -Vêm dançando há mais de 1 ano;
  • -Não está mais fazendo aulas de dança;
  • -É popular entre dançarinos do oposto ou do mesmo sexo;
  • -É frequentemente elogiado por outros dançarinos;
  • -Tem um alto nível de ambição de dança;
  • -É considerado como aluno de aprendizado rápido, ou “naturalmente talentoso”;
  • -Conseguiu a maior parte das suas instruções através do YouTube ou de outros dispositivos de vídeo;
  • -É considerado fisicamente atraentes para os outros dançarinos em seu meio da dança.

Naturalmente, cair em uma categoria também não garante que um dançarino desenvolverá a SED, mas o dançarino deve prestar atenção a seu ego com cuidado.

Quais são os sintomas da síndrome do Ego da dança?

 

  • -Começar a ensinar antes de pronto, ou antes de ser treinado por um profissional;
  • -Ensinar e não manter o desenvolvimento profissional;
  • -Tendo aulas avançadas antes de pronto, e focando padrões sobre a técnica;
  • -Ser excessivamente crítico sobre outros dançarinos, e incapaz de aceitar a crítica construtiva sobre sua própria dança;
  • -Culpar os outros por uma “dança ruim” e / ou ser incapaz de se divertir com um dançarino de nível inferior;
  • -Sentimento de superioridade em um ambiente de aula;
  • -Não aproveitando as oportunidades para melhorar sua dança.

Ego na dança

Como um dançarino pode prevenir ou curar a síndrome do ego da dança?

 

Aproveitando todas as oportunidades para aprender!!

Nunca sinta que está “muito avançado” para uma aula básica, ou que você é tão competente que não terá nada a aprender em uma aula sobre segurança ou técnica. Esta é a chave para a estagnação na dança.

Recentemente, meu parceiro e eu ensinamos um Workshop de Segurança gratuito para nossa comunidade. Online, toda a comunidade estava prontamente compartilhando postando novamente e comentando que essa foi uma grande iniciativa, e tivemos uma grande participação.

Mas … faltaram algumas pessoas da comunidade que falavam muito sobre o workshop on-line mas acabaram não indo, e eram quem mais precisava ter ido. Muitos daqueles que sentiram que sua dança não era “arriscada”, de fato, se enquadram em alguns dos comportamentos que estávamos tentando corrigir. Mantendo o ego em cheque e aproveitando as oportunidades de aprendizagem, você só pode crescer.

Ao se concentrar em sua própria aprendizagem em sala de aula, ao invés do nível de outros dançarinos.

Ouvi falar e, ocasionalmente, vi dançarinos que estão muito mais preocupados com todos os outros na turma do que com eles próprios. Quando você faz essa crítica dos outros, você diminui seu próprio aprendizado. Se seu parceiro é ruim, trabalhe sobre como você pode compensar o movimento. Se eles são muito rápidos, trabalhe em seguir mesmo que o seu parceiro esteja fora do tempo. Desta forma, você só vai crescer, e seu ego vai reconhecer que, concentrando-se em sua própria aprendizagem, você pode ver os buracos em sua própria dança e manter todas as crises de superioridade florescente sob controle.

Por honestamente avaliar e pedir feedback  de profissionais sobre o seu nível de dança real.

Dançarinos sociais são ótimos, mas ao menos que estejam em nível de professor para sentir como você realmente dança, eles provavelmente não são os mais qualificados para dar feedback. Mesmo que cada dançarino social lhe diga que sua dança é incrível, há provavelmente ainda pontos de melhoria. Procure o seu feedback de um profissional, que está em condições de lhe dar feedback honesto sobre o seu progresso. É muito tentador ouvir todos os “você é incrível” e ignorar o “isso ainda não está certo”, mas fazendo isso você está se sabotando e desenvolvendo um ego irreal.

Ao reconhecer as áreas nas quais precisam se concentrar mais para a melhoria (particularmente conexão).

Não é fácil tomar crítica e aceitar as áreas de dança que você precisa para trabalhar, mas é uma maneira infalível de manter seu ego em cheque. Se alguém lhe dá feedback (especialmente um profissional), salvo certas exceções, você deve reconhecer que pode haver algo lá.

Orgulho-me na minha capacidade de emocionar e performar, mas também ocasionalmente tenho recebido feedback especificamente em relação à falta de clareza em apresentações dramáticas. Seria muito fácil de escrever isso como “oh, bem, eles simplesmente não entendem” … mas por baixo, se eles “simplesmente não entendem”, eu não fiz meu trabalho tão bem como eu deveria ter feito. Ser capaz de tomar este feedback é fundamental para conter o ego e avançar como um dançarino.

Lembrando-se que não são melhores ou piores do que qualquer outro dançarino na sala.

É tentador ver um dançarino menos experiente como menos, mas tentar ver além do ego e reconhecer que cada pessoa na sala com você tem habilidades diferentes. Você pode ser um gênio entre os médicos, advogados, violinistas de um concerto, contadores e mecânicos de carro. Não seria muito agradável em sua área de conforto se eles tratassem você como um idiota ou ser inferior.

Deixe seu ego reconhecer que, embora esta possa ser a sua casa, eles têm outras habilidades que você pode aprender e outros atributos. Mesmo na pista de dança, se for um dançarino bom, aspire  ser como eles. Se eles tem dificuldades, mas realmente se esforçam, admire sua vontade em aprender algo que para alguns é incrivelmente difícil. Se eles estão fazendo isso por diversão, reconheça que eles têm uma vida rica o suficiente e que este hobby é apenas um divertimento, momento de relaxar … e admire que eles ainda buscam esse tempo para sair e compartilhar esse amor com você.

Um dançarino não é apenas valioso por causa de sua aparente capacidade de dançar. No centro, todos nós somos multifacetados. Eu sou um estudante de direito, técnico de teatro, instrutor de dança e um patinador absolutamente horrível. Estou realmente feliz que ninguém julgue o meu valor em minhas habilidades de patinação, e espero que na dança seja possível colocarmos nosso ego de lado para valorizar outros dançarinos como pessoas.

Se mantivermos nossas mentes despertas, podemos prevenir e reverter a Símdrome do Ego na Dança. Espalhe a palavra e lembre-se:

Continue dançando, seja feliz, e seja humilde

Fonte: http://www.danceplace.com/grapevine/dancer-ego-syndrome-and-how-to-keep-yourself-protected/
Traduzido por: Bruna Lovison

10 thoughts on “Síndrome do Ego na Dança, e Como Se Manter Protegido”

  1. Inicialmente quero parabenizar pela ideia proposta , que certamente irá ajudar a muitos dançarinos, independente do nível que esteja , gosto muito de dançar,, faço aulas de dança de salão e não raro me deparei com algumas situações acima citadas , não por maldade , mas por falta de conhecimento , então só tenho á agradecer a esse grande apoio que esta sendo dado , para que nosso aprendizado seja muito mais proveitoso.

  2. Ótima avaliação para o seguimento da Dança. Estamos em construção a cada minuto, buscando o aprendizado em todas diretrizes…sem julgar e sim somar!
    Att
    Henrique Mariano

  3. Bom dia Bruna
    Achei fantástico seu texto, até mesmo pq somos seres humanos passíveis de erros, embora muitos não aceitem e nem assumem, preferem transferir a culpa de seus ombros doque admitir que errou. Muito obrigado por mais esse ensinamento, humildade sempre e amor a dança. Bjs

  4. Muito bom este artigo. O tempo vai nos deixando mal acostumados e nos geram vícios. Sempre bom ver pontos que devemos repensar. Parabéns pela iniciativa.

  5. Brilhante boa lição , ótimas palavras, mas carrego minha dança com esta palavra humildade , escutou palavras seja de pessoas que foemfou ontem, hoje ou que tem anos , todos traz sobre minha vida apakvras de grande importância e igual a esta abri a mente cada dia mas , parabéns por esta imensa lição ..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *