Tag Archives: aulas de dança

5 TED TALKS PARA TE INSPIRAR COMO DANÇARINO

Está procurando algo para inspirar você como dançarino(a)?

Não procure mais! A TED oferece uma série de conversas interessantes e poderosas.

Esta lista de 5 TED Talks cobre alguns dos tópicos da criatividade e da confiança para a música e a resiliência.

Estes palestrantes irão encorajá-lo, fazer você rir e definitivamente inspirar você como dançarino(a).

ted-west

1. Uma história visual de dança social em 25 movimentos, Camille A. Brown

Descrição:

Por que dançamos? As danças sociais afro-americanas começaram como uma forma de os africanos escravizados manterem suas tradições culturais vivas e manter uma sensação de liberdade interior. A dança ainda é uma forma  de afirmação de identidade e independência. Nesta demonstração eletrizante, repleta de performances ao vivo, coreógrafa, educadora e a companheira da TED, Camille A. Brown, exploraremos o que acontece quando as comunidades se soltam e se expressam dançando juntas.

Como isso se relaciona a você:

As danças que você pratica, independente de onde vieram tem uma história por trás.É sempre importante você entender sua história.

No vídeo, Camille explica o significado dessas danças sociais no passado, e relaciona-as com o papel que desempenham agora.

Assista e escute – ele irá inspirar você como dançarino a cavar mais fundo em todos os seus movimentos.

Citação favorita:

 

O presente sempre contém o passado. E o passado forma quem somos, e quem seremos.

2. Processo criativo de uma coreógrafa em tempo real, Wayne McGregor

Descrição:

Todos usamos nosso corpo no dia a dia, e ainda assim poucos de nós pensam sobre a nossa fisicalidade do jeito que Wayne McGregor faz. Ele demonstra como um coreógrafo comunica idéias para um público, trabalhando com dois dançarinos para criar frases de dança, ao vivo e sem script, no palco TEDGlobal.

Como isso se relaciona a você:

Todos queremos ser bons em improviso e coreografia.

Mas choreographing, ou o que Wayne McGregor chama de “Pensamento físico”, pode ser assustador e vulnerável, então geralmente o fazemos em privacidade.

No entanto, esses dois dançarinos são desafiados a fazê-lo frente a uma audiência ao vivo.

A maneira como eles tomam suas idéias e se expressam com tanta honestidade – no local – irá inspirar você como dançarina a ser mais ousada com seu movimento.

Citação favorita:

 

(Ao praticar choreographing), Você pode descobrir coisas sobre sua própria assinatura corporal… para se mover mal lindamente.

3. Na era da internet, a dança evolui …, The LXD

Descrição:

A LXD (Legion of Extraordinary Dancers) eletrifica a fase TED2010 com uma cultura emergente de dança de rua global, acelerada pela internet. Em uma prévia da próxima série da Web de Jon Chu, essa surpreendente troupe mostra suas superpoderes.

Como isso se relaciona a você:

Em primeiro lugar, LXD nunca deixará de ser f… . Todos eles são impressionantes com talento incrível, inegavelmente.

Mas esta conversa é mais esclarecida pelo seu comentário social sobre a cultura da dança que é tão relevante – um fato mais interessante pelo fato de que isso foi publicado há 7 anos.

Citação favorita:

It is insane what dance is right now. Dance has never had a better friend than technology. Dancers have created a whole global laboratory online.

 

É uma loucura o que a dança é agora. A dança nunca teve um amigo melhor do que a tecnologia. Dançarinos criaram um laboratório global online.

4. Sucesso, falha e a tentativa de continuar criando, Elizabeth Gilbert

Descrição:

 

Elizabeth Gilbert já foi uma garçonete que não consegui ter livros publicados, devastada por cartas de rejeição. E, no entanto, na sequência do sucesso de ‘comer, rezar e amar’, ela se encontrou identificando fortemente com o seu eu anterior. Com uma ótima visão, Gilbert reflete sobre o motivo pelo qual o sucesso pode ser tão desorientador quanto o fracasso e oferece uma maneira simples – embora difícil -, independentemente dos resultados.

Como isso se relaciona a você:

Todos os criativos enfrentam a luta para serem criativos, permanecer criativos e renovar sua energia criativa.

Se você sente que suas habilidades e produtos não estão no seu próprio controle: coreografar, dançar, improvisar, qualquer coisa …

Então ouça esta conversa para ver como essa escritora se manteve inspirada através de uma fase difícil.

Ela irá inspirar você como um dançarino para continuar criando, mesmo que você sinta que não possui isso em você.

Citação favorita:

Eu acharia minha resolução sempre da mesma maneira, dizendo: não vou sair. Eu estou indo para casa. Você tem que entender que ir para casa não significava voltar para a fazenda da minha família.

Para mim, ir para casa significava retornar ao trabalho de escrever porque escrever era minha casa.

Porque adoro escrever mais do que odeio falhar ao escrever, o que é como dizer que adorei escrever mais do que amei meu próprio ego, o que é, em última instância, dizer que adorei escrever mais do que eu me amava. Foi assim que eu superei …

 

Sua casa é o que você quer que seja neste mundo,algo que você ama mais do que você … Sua casa é essa coisa a que você pode dedicar suas energias com uma devoção tão singular que os resultados finais tornam-se inconsequentes.

5. Como criar sua confiança criativa, David Kelley

Descrição:

Nosso local de trabalho dividido em “criativos” versus pessoas práticas? Ainda assim, David Kelley sugere, a criatividade não é o domínio de apenas alguns escolhidos. Contando histórias de sua lendária carreira de design e sua própria vida, ele oferece maneiras de ganhar a confiança para criar …

Como isso se relaciona a você:

Você, por alguma razão , se intitulou como não criativo?

Vários dançarinos  que começaram a dançar aprendendo a apenas reproduzir passos de outras pessoas têm dificuldade em se pensar como dançarinos criativos.

Mas a verdade é que ninguém nasce SEM criatividade.

Se você se sentir assustado por um processo … dizendo “Eu não sei improvisar”, ou “Não sei criar”, então você está rejeitando a possibilidade antes de tentar.

Assista a conversa de David para ver como é possível que alguém adote uma nova atitude ou habilidades criativas.

Citação favorita:

 

Precisamos que as pessoas percebam que são naturalmente criativas … e que deixem suas idéias voarem.

FONTE:https://blog.steezy.co/ted-talks-that-will-inspire-you-as-a-dancer/

TRADUZIDO E ADAPTADO POR: Marcel Souza.

Como fazer os seus movimentos parecerem fáceis

O movimento eficiente é fácil de reconhecer – todos nós sabemos quando vemos um dançarino, que cada um de seus movimentos parece natural e sem manobra. Entender como criar esse efeito, no entanto, é muito mais complicado. De uma perspectiva prática, dançar com eficiência ajuda você a economizar energia e minimizar o desgaste do corpo; Do ponto de vista artístico, permite que você faça grandes impressões com pequenos momentos e memórias duradouras para aqueles que estão assistindo.

“Tanta luta e determinação em seu treinamento pode ser difícil para dançarinos iniciantes ajustarem suas prioridades em direção a simplicidade e facilidade”, diz Laurel Jenkins, artista independente e artista de teatro Trisha Brown Dance Company. “Sua estética muda, e você pode descobrir coisas novas maravilhosas”. Dominar a arte de um movimento sem esforço requer uma nova perspectiva e uma estratégia inteligente dentro e fora do palco.

Use as transições.

Quando adolescente, o diretor de Ballet da Cidade de Nova York, Anthony Huxley, teve um momento “aha” assistindo o antigo presidente da NYCB, Peter Boal, demonstrando combinações. Ele aprendeu de Boal como guiar seu peso e impulso de cada passo de forma que o ajudasse a começar o próximo. A metade da energia necessária para executar um movimento poderia ser emprestada do anterior, e assim por diante.

“Você tornará suas transições tão fáceis, limpas e rápidas quanto possível, tirando tudo o que não precisa de sua dança”, diz Huxley. Isso inclui ser desnecessariamente focado em formas específicas. A menos que a coreografia exija que você demonstre equilíbrio.

Olhe em volta

Os dançarinos costumam se observar no espelho, podendo desenvolver o hábito de olhar para a frente. Mas para conseguir uma sensação de pouco esforço, é essencial usar seus olhos de palco. “Solte o pescoço para que a cabeça possa se mover livremente e os olhos possam ver”, sugere Jenkins. “Fazer decisões com base no que você vê gera uma estética fácil e casual. Quando isso acontece no palco, é um sinal de maturidade – estou atraído e quero saber mais”.

Faça de novo

Use ensaios de para classificar seu conhecimento e determinar quando pisar com energia, e quando se mover sem esforço, aconselha Huxley. “A primeira vez que faço algo, eu sempre dou tudo 100 por cento, o que te desgasta tanto física quanto mentalmente. Essa não é uma experiência agradável”.

A dançarina e coreógrafa Jodi Melnick gosta da repetição como uma ferramenta que ajuda a entender a essência de um movimento. Cada vez que ela repete um passo, ela reaprende e reexperimenta ele, “gravando fisicamente e se conectando com a sensação do movimento”, diz ela.

Já é suficiente

Os movimentos têm “pontos suaves” quando se trata da quantidade de esforço e relaxamento muscular necessário. Faça uma pausa para se perguntar quanta força você está usando e, na maioria das vezes, você verá que pode se poupar. “Muitas vezes penso sobre isso como o equilíbrio entre tensão e atenção”, diz Melnick.

“Eu sou fraca, de verdade”, diz ela. “Eu não tenho essa força explosiva e muscular, está tudo em seguir a estrutura certa, como jogar bilhar ou jogar dardos”.

“A idéia não é fazer muita força, é realmente um equilíbrio”, explica Jenkins, “e fazendo menos, o dançarino é um imã para o foco do público, ao invés de tentar capturar a atenção do público. Eu penso nisso como um gato, Aquela quietude dinâmica que tem antes de um ataque – aquele equilíbrio acordado, pronto para uma ação decisiva “.

Fonte: http://www.dancemagazine.com/make-your-movement-look-effortless-2381883297.html
Traduzido por: Marcel Cortinovis

COMO COMEÇAR A TER AULAS DE DANÇA DE SALÃO?

Sem dúvidas, o melhor jeito de começar a ter aulas de dança é aprender em uma academia de dança.

Por mais fácil que pareça, a dança pode, infelizmente, ser categorizada como uma atividade apenas para quem já nasceu com essa “habilidade”, o que não poderia estar mais errado.

O caminho para aprender a dançar começa em achar uma academia de dança, marcar uma aula e dar os seus primeiros passos numa pista de dança e em um mundo muito mais acessível do que você pensava.

Aula de dança-banner

Reputação VS Conveniência

Quando você está procurando pela academia de dança certa, é essencial achar uma que tenha uma boa reputação, em primeiro lugar. Sites como Google e Facebook, deixaram isso mais acessível do que nunca.

Por mais que seja fácil escolher uma opção perto da sua casa e escritório, uma escola com boa reputação mesmo que seja mais distante, vai criar uma experiência melhor a longo prazo do que uma escola conveniente próximo a você.

Compare isso com o seu restaurante favorito ou um bom salão de cabeleireiro, tem lugares que valem a pena ir até lá porque eles te dão experiências memoráveis.

Ser realista quanto aos recursos

Nenhuma quantidade de álcool ou “sentir a música” vai tomar o lugar do ensino de um bom professor em uma escola respeitada.

Infelizmente, muitas dessas situações precisam ser experimentadas, de forma embaraçosa, para que sejam feitas as correções necessárias.

Se isto fosse como um jogo de golf, dirigir um carro, ou cozinhar uma refeição para convidados – o mesmo conselho seria verdadeiro.

Há uma razão pela qual as pessoas têm dificuldades em algumas atividades e essa razão, geralmente, é o resultado de uma decisão de não fazer aulas.

A Verdade Sobre Vídeos de Dança.

Existem recursos como manuais e vídeos, mas instruções funcionam melhor quando há um processo colaborativo e interação no processo.

Começar com aulas particulares constantes vai desenvolver uma base para sua dança e memória muscular para tornar os movimentos naturais

Um teste para adicionar valor

Como dança de salão não é uma atividade que as pessoas normalmente crescem fazendo, é importante testar as aulas antes de decidir pagar algo.

Qualquer produto, não apenas aulas de dança, não tem valor nenhum se você não tiver interesse ou conhecimento nisso.

É exatamente por isso que a maioria das academias começam com uma aula experimental. Para que você, o possível aluno, possa ver e sentir esses valores em primeira mão antes de comprometer seu tempo e seus recursos.

O primeiro passo

Seu primeiro primeiro passo na sua primeira aula de dança vai precisar de um pouco de coragem.

É uma nova atividade e vai te gerar a mesma adrenalina que sente quando começa em um novo emprego, uma nova academia de musculação ou nova escola.

Basicamente como qualquer coisa que esteja fora da sua zona de conforto.

 

Fonte: http://www.arthurmurraylive.com/blog/how-do-i-get-started-with-ballroom-dance-lessons
Traduzido por: Marcel Cortinovis