Tag Archives: etiqueta

25 Mitos e incompreensões sobre o WCS

Eu fico simultaneamente chocado e entretido por algumas das coisas que meus alunos dizem nas aulas. Eu não os culpo pela falta de conhecimento e não estou desapontado com eles de forma alguma. Mas às vezes eles relatam “fatos” sobre a cena do WCS que ouviram de seus colegas (e às vezes de um professor) que são mais que duvidosos, eles são histéricos. O trágico é que eles acreditam sinceramente nesses mitos, que na verdade têm restringido ou até mesmo atrapalhado o progresso e o prazer de dançar. Existem muitos mitos técnicos que eu poderia abordar, mas são temas para sem abordados em aulas particulares. Aqui eu apresento uma coleção de mitos, não tão técnicos, desmascarados.

Leia Mais

A maneira mais fácil de ‘fazer a noite de alguém’ no salão.

ESCRITO POR : LAURA RIVA – LINK ORIGINAL : CLIQUE AQUI

E se eu te dissesse que você tem o poder de fazer a noite de alguém maravilhosa em  praticamente todo evento de dança que você vai?

Bem, esse sou eu te dizendo: Sim, você pode. Em cada evento, baile ou prática que você vá, você tem o poder de fazer a noite de alguém maravilhosa. Você tem o poder de tornar a experiência de alguém incrível. Você tem o poder de ajudar alguém a transformar uma noite morta em uma noite animada.

Leia Mais

Contato de dança vs. Contato de “não dança”

O contato é necessário para a dança social. Dependendo do seu estilo de dança, pode ser qualquer coisa, de uma posição aberta para um abraço com contato de corpo inteiro. Esses pontos de contato também podem mudar ou evoluir, e esses pontos de conexão podem solicitar respostas físicas específicas de um parceiro. Estes contatos são um tipo de contato de dança. Eles são como nos comunicamos uns com os outros, com a finalidade de criar uma dança interessante, divertida e segura.

Mas, há outro tipo: contato de ”não dança”. O contato de ”não dança” é qualquer contato que você não sente que faz parte da dança. Pode ser sexual, ou completamente platônico. Estes são contatos que não servem para aumentar ou contribuir com a experiência da dança.

Leia Mais

Quer dançar? Então vamos transar!

Nós tivemos uma conexão incrível e eu me senti segura nos braços dele enquanto dançávamos, ríamos e criávamos juntos uma sensação indescritível. Nós dançamos por praticamente uma hora e meia juntos e eu me senti muito viva e feliz quando terminamos. No dia seguinte tivemos danças muito similares por quase uma hora, brincando e nos divertindo. Ele me desafiava mas nunca me fez sentir mal por algum erro, ao contrário, nós ríamos juntos e apenas nos expressávamos na música. No dia seguinte veio a pergunta. Ou melhor, a vontade verbalizada: “Eu quero você”. Eu disse que queria continuar apenas como amigos. E depois disso nós nunca mais dançamos.

Leia Mais