Tag Archives: líder

MISSÃO: POSSÍVEL – DIVIDINDO AS RESPONSABILIDADES DE LÍDER E SEGUIDOR

Escrito por: Rachel Cassandra – Link Original: Clique aqui  


“Líderes, sejam fortes! Tenha certeza que ela sabe o que você quer!” “Damas, não se antecipe! Apenas siga!” Todos nós já fomos iniciantes uma vez, sofrendo para entender o que significa assumir nosso papel na dança social. Felizmente, há uma consciência crescente no mundo da dança de que os papéis de gênero tradicionais não determinam nossos papéis de dança. Então, como podemos entender o que é liderar, se não significa “ser um homem”?O que significa seguir, se não entregar nossa vontade ao outro?

Cada tipo de dança tem sua peculiaridade, mas há alguns princípios que podem nos ajudar  a se mover como um com o mínimo de força e esforço. Entender seu papel como líder ou seguidor pode fazer uma grande diferença na simplificação da comunicação. E também, reconhece a responsabilidade do seu parceiro, suporte, respeito mútuo e apreciação.

  1. O ABRAÇO

Líderes: Escolham o abraço

Assim que duas pessoas concordam em dançar, é o líder que traz o seguidor para o abraço desejado. Na salsa ou bachata, isso pode significar abraço próximo, um abraço suave e fechado ou uma posição aberta (mãos dadas). Na kizomba isso significa onde colocar o braço e que pegada de mão vai usar. Enquanto a dança vai acontecendo, o líder também guia o seguidor através de outros abraços, seja para caminhar no calçadão, iniciar uma volta ou se mover para um mergulho, seja para uma caminhada, um giro ou uma queda.

Seguidores: Manter ou modificar o abraço

Seguidores moldam seu corpo para encaixar seu corpo no abraço proposto pelo líder, tenha certeza de manter tonos o suficiente nos seus corpos para ficar leve para o líder, mas relaxe o suficiente para a comunicação ser fácil. Se o líder está pedindo por algo que você como seguidor não se sente a vontade, cabe a você pedir para mudar o abraço, talvez você prefira não manter o aperto de mão tão alto, ou tem muita pressão sobre o seu braço ou você precisa de mais distância no centro. Existem maneiras verbais e não verbais de pedir por essa mudança – não culpe o líder por seu desconforto se você não está preparado para fazer algo a respeito.

 

  1. CONEXÃO

Líderes: Escolha o ponto de conexão

 

Para danças como West e Salsa, a relação entre os corpos estão em constante mudança, o ponto de conexão acaba sendo primariamente a mão. Bachata pode transitar da conexão no braço direito das costas , para o contato de mão esquerda com mão direita, ou até torso com costas

Seguidores: Tomem conta da sua conexão

É uma revelação que transformou minha dança, e eu vi isso “acender uma lampadazinha”  em vários outros seguidores. Seja aquele que mantém a conexão, que a ama e mantém, independentemente do que esteja acontecendo com o líder. Todo o bom seguidor em salsa e bachata sabe que quando o líder coloca sua mão ou seus braços em algum lugar, você tem que garantir que ele continue lá, disponível para o próximo movimento. E, manter seus dedos curvados e suas costas encaixadas ajuda você a se manter conectado mesmo em movimentos rápidos. No West Coast Swing ou tango, os seguidores empurram ligeiramente para o ponto de conexão. Na Kizomba os seguidores devem relaxar, apenas no limite da compressão para mover-se à medida que o líder se move. No momento em que há uma mudança, você está empenhado em combiná-lo. A fluidez e o fluxo vão para você.

 

  1. DIREÇÃO

Líderes: Decidindo a direção

Enquanto algumas danças têm opções mais restritas do que outras, sempre cabe ao líder mover-se para frente e para trás, para um lado ou para o outro, ou apenas ficar no local. Mesmo com danças como Zouk ou West Coast Swing, onde você tem um passo de partida bem estabelecido, ainda é a decisão do líder de usá-lo ou não. Independentemente do básico, líderes, vocês decidem a direção dos passos desde o início da dança e através de cada mudança que vem depois.

Seguidores: Esteja pronta para ir para qualquer direção, mas não antecipe

Com danças como tango ou kizomba, o próximo passo pode ser praticamente qualquer direção a qualquer momento. Cada passo pode ser variado ou interrompido, então os seguidores devem ser capazes de se equilibrar bem no pé que eles colocaram para se mover facilmente em qualquer direção que venha a seguir. Os seguidores da salsa ou da bachata podem ter uma sensação mais forte sobre o que está por vir, uma vez que há padrões que limitam as direções possíveis, mas a adivinhação nunca é seu aliado!

  1. PASSOS

Líderes: Determine a velocidade  tamanho do seu passo

Os líderes decidem, mas esse privilégio vem com responsabilidade! Cabe ao líder ouvir a música e criar movimentos ou usar combinações que sejam adequadas. Isso significa usar sincopados que fazem sentido, desacelerando conforme apropriado, e obtendo pelo menos algumas das batidas e pausas. Os líderes também conseguem escolher quão grande ou pequeno serão os passos; Espero que você leve em consideração o que será confortável, dado o ritmo da música e o comprimento das pernas do seu seguidor.

Seguidores: Balanceando e empoderando seus próprios passos

É certo que quanto mais distante você tiver do seu líder, mais liberdade você tem para variar o tamanho e a velocidade de seus próprios passos. Para as danças de abraço próximo como o tango e o kizomba, porém, a maior parte do tempo, o seguidor precisa combinar com o líder. Para alcançar o movimento fluido, você precisa ter um grande equilíbrio, então você está sempre pronto para o próximo passo, seja rápido ou lento, longo ou curto.

 

Em todas as danças, é importante que os seguidores façam seus próprios passos. Com isso quero dizer fornecer energia para se mover na direção dada pelo líder, na velocidade apropriada, em vez de esperar para ser empurrada ou puxada para cada passo individual. Manter uma certa quantidade de impulso ajuda a fluir a dança. Com danças que incluem rotações, também cabe aos seguidores girar em torno do eixo fornecido – não ser girado como uma manivela.

  1. TRABALHO DE CHÃO

Líderes: Mantenham seus seguidores a salvo

Se você dança em linha ou uma dança mais no lugar, certifique-se de estabelecê-lo claramente assim que você entrar na pista de dança. Não basta começar a dançar na parte mais acessível da pista, porque é provável que seja a mais cheia. Vá encontrar um local que seja gerenciável e faça seus passos um pouco menores se as coisas estiverem realmente congestionadas. Sempre mantenha um olho para as pessoas ao seu redor. Envie seu seguidor para um espaço livre e esteja pronto para mudar a combinação intermediária se alguém se mudar para o seu caminho. É uma boa idéia ter alguns pequenos movimentos na manga que permitirá que você mude a movimentação.

 

Para as danças que rodam o salão, escolha a faixa apropriada para seu nível ou velocidade. O círculo interno viaja mais rápido, então fique no lado de fora, se você vai demorar. Certifique-se de ter espaço antes de tentar uma vez. Se você gosta de se mover rapidamente, certifique-se de que ainda pode “frear” para evitar bater em outro casal.

Seguidores: Sejam perceptivas as pessoas em torno de você

Isto é particularmente importante para as danças em que os seguidores adicionam um estilo considerável com braços ou pernas.

Nunca esquecerei a vez em que sai dançando salsa e acabei com um salto de estilete de uma garota preso na minha coxa. (Nós todos tínhamos pelo menos um no pé, mas a coxa?!?) A dança da salsa também foi responsável pela única vez que eu já ouvi sobre um olho roxo. Claro, eu também tenho minha cota de “bater nas pessoas”, lançando um braço mal planejado. Quer se trate de estilo de braços na salsa, uma varredura de cabelo em zouk, um boleo em tango, um retrocesso em semba, ou mesmo quando você estende um membro muito além do seu centro, certifique-se de considerar o espaço. Às vezes você simplesmente tem que sacrificar a perfeição de sua visão criativa para o bem-estar de seus colegas dançarinos.

  1. ESTILIZANDO

Líderes: Não é só sobre você

Os líderes conseguem ser muito criativos na dança social. Orgulhar-se disso, e até mesmo mostrar um pouco, faz sentido. Não se esqueça de que seu seguidor também veio dançar. Aprecie o que seu seguidor tem para oferecer. Se você dança salsa ou bachata, espere e dê tempo para ele brilhar. No tango e kizomba, dê espaço aos seguidores para iniciar variações e enfeites.

Outro ponto para os líderes: eu ouvi alguns professores dizerem que os líderes devem ser o quadro para a pintura do seguidor. Penso em certas poses que servem como u uma boa analogia, mas não considere isso como sua filosofia de dança. Os líderes são mais do que as formas e a estruturas da dança. Adicione seu próprio estilo para uma qualidade de movimento que seu parceiro pode apreciar!

Seguidores: Também não é só sobre você.

Lembre-se, você concordou em seguir. Isso significa que você cedeu um número razoável de decisões criativas ao líder. A medida em que você pode improvisar depende da dança que você está fazendo, mas é sempre importante respeitar o papel de seu líder. É incrivelmente frustrante dançar com um seguidor que na verdade não está ouvindo o líder. Melhore as suas habilidades em seguir para que você possa ver facilmente o espaço que resta para sua própria expressão criativa. Mesmo em estreitas brincadeiras, há mais espaço para você brincar do que você pensa.

Para aqueles que mergulharam em submissão, tenha em mente que você ainda é a metade da dança! Não engula esse insensato patriarcal / machista sobre se mover inteiramente para os caprichos do líder. Você não é apenas uma boneca! (Mesmo que você ame boneca!) Enquanto você continuar seguindo, você pode adicionar e embelezar com o que sente em seu coração.

MISSÃO: Possível

“Sua missão, você deve optar por aceitá-lo …” Todo mundo pode decidir se dança sozinho ou com um parceiro, seja para liderar ou seguir. É certo que em alguns cenários você pode encontrar alguma resistência para ir contra as normas de gênero, mas os tempos estão mudando. Se você não gosta muito das responsabilidades que acompanham o papel que você fez, talvez tente o outro! Na minha experiência, mesmo uma pequena experiência no papel oposto ajuda você a entender melhor a dinâmica de liderança-seguidor da sua dança, além de ajudá-lo a respeitar o esforço que envolve cada papel.

Agora que você teve as responsabilidades de liderar e seguir esclarecido, considere o que você pode querer alterar na sua abordagem para suas danças sociais favoritas. Determinar quais as responsabilidades que você pode ter negligenciado e que podem fazer uma grande diferença. Concentre-se em melhorar esses pontos e confie no seu parceiro para lidar com o lado dele. Ah, e divirta-se!

 

FONTE:http://socialdancecommunity.com/mission-possible-dividing-the-responsibilities-of-leaders-and-followers/

TRADUZIDO E ADAPTADO POR: Marcel Souza.